TRANSFERIDOS DA BAIXA PARA LAULANE: Perto de mil vendedores em situação de desespero

Vendedores informais retirados da baixa da cidade de Maputo no âmbito do processo de requalificação e organização do comércio informal aguardam o aval do município para retomarem as suas actividades no novo espaço denominado Mercado Centro Transmissor de Laulane, no bairro com o mesmo nome, no distrito municipal KaMavota.

Trata-se de 960 vendedores que, após negociações com a Vereação de Mercados e Feiras da cidade de Maputo, acordaram que a construção das bancas seria da responsabilidade dos vendedores, tendo estes, para o efeito, criado uma comissão junto à Associação dos Vendedores, Operadores e Trabalhadores do Sector Informal (ASSOTSI).

O município reconhece a morosidade, mas garante que tudo está a ser feito com vista à criação de condições para que os vendedores possam desenvolver as suas actividades o mais breve possível.

Segundo o secretário executivo da ASSOTSI, Arlindo Chembane, os vendedores desembolsaram cerca de dois milhões de Meticais, a razão de seis mil por pessoa para financiar a construção das bancas, sendo que parte destas já está concluída. Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)