DICAS DA VOVÓ: Às vezes a mulher “oferece” filho ao marido por orientação dos sogros

- vovó Maria Amélia, residente em Maputo

Quem casa quer casa, mas também quer filho. A verdade é que filho vale ouro, e em sociedades africanas de forma especial já nem se diz. Veja-se que casos há de mulheres que não encontram sossego quando do seu bendito ventre não brota tão valoroso fruto.

Algumas foram parar do lado de fora da porta (do lar), pois a família do marido não suportou ter alguém que simplesmente “come do arroz” sem colaborar na continuidade da geração. Talvez seja por isso que a vovó Maria Amélia, residente em Maputo, em contacto com o jornal domingo, segredou que na sociedade moçambicana, em determinadas circunstâncias, “alguns sogros orientam a nora a ‘oferecer’ filhos ao marido”. É que, segundo se pensa, a honra e a glória estão em primeiro (lugar). Assim, evita-se que se passe vergonha aos olhos da sociedade; eleva a família a um plano superior. Por isso, quando assim acontece, “não se deve culpar a mulher, ‘hinga mu soleni’”, afinal tudo é feito em cumprimento de ordens e, sobretudo, para salvar o casamento, defende a vovó.

Classifique este item
(0 votes)