DICAS DA VOVÓ: Há maridos que (só) bebem para suportar a “boca” das mulheres

O assunto gira em torno de companheiras chatas além da conta. Aquelas que buzinam com “vuku-vuku”, aos ouvidos dos parceiros, as suas insatisfações.

Na verdade, tem até se dito por aí que uma das marcas da mulher é precisamente a língua, órgão por si usado para desafogar mágoas, mas também para magoar. Tudo uma questão de especialidade. Kikikikiii….

E as consequências são visíveis de diferentes formas, conforme vêm apontando em várias edições as vovós do jornal domingo. Seja como for, cada cabeça formula ao seu gosto a respectiva ideia.

Pela boca da vovó Nora Albino chega um alerta dirigido às manas, algumas das quais “'vati beka psaku vadondzile ngopfu, vadotori' (posicionam-se como pessoas de elevado nível académico, como doutoras) e confrontam os maridos, fazendo barulho”. A vovó do domingo considera isto, na verdade, “falta de sabedoria”, pois “afugenta o homem”, de tal modo que “alguns acabam bebendo nos bares ou mesmo em casa para suportar a ‘boca’ das suas mulheres”. Por isso, a vovó Nora aconselha: “tratem bem os vossos maridos, dêem-lhes mimos; recebam-nos bem ao voltarem do serviço; façam a comida que gostam…. Assim, sim, estarão a ser sábias”, remata a vovó Nora.

Classifique este item
(0 votes)