SAÚDE: Não tomar o pequeno-almoço associado a risco de depressão

Um novo estudo sugere que não tomar o pequeno-almoço está associado a um maior risco de sintomas de depressão. A depressão é um dos principais problemas de saúde no mundo desenvolvido.

Especialistas avisam constantemente que o pequeno-almoço é a refeição mais importante do dia, mas, por vezes, acaba por ser a mais descurada. Um novo estudo revela que trabalhadores que não tomam o pequeno-almoço mostraram um maior risco de apresentarem sintomas de depressão.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a depressão é um dos principais problemas de saúde no mundo desenvolvido. Estima-se que 1 em cada 4 mulheres e 1 em cada 10 homens possam ter crises de depressão em alguma fase da sua vida, e as crianças também podem ser afectadas. A depressão pode levar a uma produtividade reduzida no trabalho, menor qualidade de vida e maior mortalidade.

Este novo estudo publicado na revista científica Psychiatry Research procurou investigar a relação entre tomar o pequeno-almoço e os sintomas depressivos ao longo do tempo. Trabalhadores de uma fábrica no Japão preencheram dois questionários, dos quais foram analisados dados de 716 participantes. No questionário, os trabalhadores responderam com que frequência semanal tomavam o pequeno-almoço. Os investigadores encontraram uma forte associação entre não tomar esta refeição matinal e sintomas de depressão. De acordo com o PsyPost, foram também tidos em consideração outros factores relacionados com o estilo de vida. Os participantes que tomavam o pequeno-almoço menos de uma vez por semana mostraram ter um maior risco de sintomas de depressão em comparação com aqueles que tomavam diariamente. Assim sendo, quanto menor a frequência com que tomavam esta refeição, maior era o risco de sintomas depressivos.

Fonte: Por ZAP

Classifique este item
(0 votes)