Quanto mais longa a explicação maior a mentira

Fadar é a arte de adivinhar, de prever fenómenos. É qualquer coisa que está no domínio da metafísica, como diria um amigo de Bula-bula, dado à filosofias e outras coisas que tais... Mas por que falar da arte do intangível nesta altura em que meio-mundo vive com o credo na boca?

Simples... porque toda altura é própria para falar sobre qualquer coisa... mesmo que seja preciso apelar para o logro e a má candura disfarçada de espírito patriótico, defesa dos bons costumes, da moral, da ética e outras cenas. E foi o que Bula-bula testemunhou semana passada e aqui há que abrir um parênteses para exclamar: “what”? (o quê? Em bom português).

Mas deixando a papa açorda de lado, vamos ao que interessa: um jornal (ou antes uma folha de alface?) deu à estampa uma notícia (?) curiosíssima digna de rivalizar com a imaginação de Irving Wallace, Caryl Chessman ou Agatha Christie pela minudência. Aquilo é de ler e ficar sem fôlego...

Não é que o articulista – usando o dom da omnisciência – conseguiu invadir os pensamentos de várias pessoas e chegou à dramática conclusão de que Ndambi Guebuza está a planear fugir do país. O tal articulista vai mais longe; sabe que o aludido vai viver escondido numa casa que toda a gente conhece porque a sua aquisição é do domínio público. Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)