MUTHIYANA DE FIBRA: Fabricamos próteses com base em material reciclado

Nome: Marta Vânia Uetela

Idade: 21 anos

Naturalidade: Maputo

Residência: Maputo

Profissão: Designer industrial

Conquistas: Formada em engenharia mecânica, teve a ideia de criar a BioMec – há cerca de 4 meses –, uma empresa que recicla resíduos plásticos colectados em oceanos, produzindo próteses de alto desempenho, com o objectivo de massificar o acesso a preços razoáveis. Conta com uma equipa “jovem e talentosa muito motivada a alcançar metas já definidas, que fornece soluções biomecânicas para a engenharia biomédica”, afirma.

Assim, “melhoramos a vida de pessoas, fazemo-las sentir e experimentar coisas que de outra forma seriam desafiadoras sem uma prótese bem projectada; damos-lhes confiança e produtividade”, vangloria-se.

A “muthiyana” de fibra do jornal domingo posiciona-se, portanto, na sociedade e no universo em geral de maneira positiva. Até porque “a BioMec acredita na mudança climática, na reciclagem e na harmonia com a natureza, reaproveitando materiais plásticos prejudiciais para elevar o bem-estar e/ou a vida das pessoas”.

Sonho: “Criar a possibilidade de 10.000 pessoas com desafios de mobilidade experimentarem uma vida sem restrições nos próximos 3 anos. Assim, com a produção destas próteses, reusar 20% dos resíduos plásticos colectados na praia da Costa do Sol”.

Classifique este item
(0 votes)