DICAS DA VOVÓ: Há homens que induzem as esposas a desprezarem a família

– vovó Julieta, residente em Maputo

 Manuais à parte, a sabedoria é cultivada da experiência de vida; do dia-a-dia. Entretanto, é sábio quem respeita o espaço  alheio,  sem contendas, sem julgamentos. Na verdade, todo o ser humano, de alguma forma, brilha do seu jeito, entre acertos e erros. Nestas circunstâncias, lembramo-nos do pensamento do outro que diz “até o relógio parado consegue estar certo duas vezes ao dia”, o que indica que nada e ninguém pode estar completamente errado.

Ainda assim, há quem pensa que o conhecimento adquirido na academia, que confere um grau académico, é motivo para ignorar e inferiorizar os seus semelhantes, que, por variados motivos, não tiveram a oportunidade de se sentar a uma carteira escolar. Por esta razão, vovó Julieta, em conversa com o jornal domingo, entra em cena para dizer o seguinte: nada de humilhar a quem “partiu o lápis” precocemente. Para ela, “estudar muito é  sempre bom, abre caminhos... no caso das mulheres,  elas trabalham, ajudam o marido a pagar as despesas de casa”. Mas passa a ser um problema “quando se acha superior: humilha a sua família, a família do marido. Pensa que por ser doutora, ninguém  lhe  deve tocar”, afirmou a vovó. Entretanto, observou que, certas vezes, a culpa é do próprio parceiro: “há homens que metem na cabeça da mulher que ela não deve se misturar com pessoas que não foram à escola; que elas não devem frequentar a sua casa, o que é  feio”. Daí que lançou a seguinte dica: “que estudem para ajudar os vossos familiares e não para humilhá-los. Só Deus é superior a todos os Homens”, encerrou a conversa com o semanário domingo.

Classifique este item
(0 votes)
Última modificação: Sábado, 19 Setembro 2020 22:23