CONFLITO DE TERRA: Município de Maputo embarga obras do “Casa Minha”

O município de Maputo embargou a construção de sete casas do projecto “Casa Minha”, iniciativa que está a ser desenvolvida no bairro da Polana-Caniço, cidade de Maputo, no âmbito da requalificação da urbe, com o objectivo de descongestionar os bairros da capital com maiores aglomerados populacionais.

A expectativa era que o projecto abrangesse duas mil famílias, aproximadamente 10 mil pessoas em 10 anos.

Contudo, o município de Maputo mandou interromper a construção das casas que já estavam na fase conclusiva. Tudo porque o chefe do quarteirão 31, Luís Sitoe, sente-se enganado pelos proprietários do projecto.

Em conversa com a reportagem do domingo, Luís Sitoie fez saber que “Casa Minha” não cumpriu com o que foi acordado entre as partes. Disse que o grande problema está na dimensão da casa e dos seus compartimentos, nomeadamente, quartos, sala de estar e casas de banho que são pequenos, quando o acordo inicial visava a construção de compartimentos maiores. Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)
Script: