DICAS DA VOVÓ: Os genros da actualidade são fofinhos

- vovó Alzira, de Maputo

Muito tem se dito sobre as jovens noras. Acusam-nas de ter atitudes aliadas à modernidade, de se deixarem de lado algumas práticas locais. Pois. As vovós falam sobre a perda de referências; dos estilos e manias que a juventude feminina segue.

Mas, conforme se sabe, a vida é uma roda.

A cada giro abre-se espaço para coisas diferentes, digamos, assuntos diferentes. Com efeito, a vovó Alzira, em conversa com o jornal domingo, dirige as atenções, especialmente, aos jovens do sexo masculino. Afirma que são mimados e cheios de manha. Quando o assunto tem a ver com obrigações nas respectivas sograrias, ahhhh… afirma que só se assiste a coisas de vergonha, porque “a va tivi ku tirha ntxumu” (não sabem fazer nada), são fofinhos”, acusa.

Argumenta afirmando que, antigamente, os rapazes eram educados para saber estar na sograria. Assim, em cerimónias fúnebres ou festivas, “procuravam lenha, rachavam-na, faziam lume, arrumavam as mesas, lavavam pratos…”, listou a vovó.

Bem, ficou então a dica. Mãos à obra, genros da actualidade! De acordo com a vovó, mudanças precisam-se.

 

Classifique este item
(0 votes)
Script: