Alguma coisa errada não está certa na Beira

A crise social e económica causada pelo novo coronavírus está longe de ser contabilizada. Pode-se dizer, com toda a certeza, que a procissão ainda vai no adro. O amanhã, como diz Chico António, não existe. É uma incógnita absurda.

Os números continuam a subir de forma galopante. Estamos próximos do número mil. É preocupante. Se calhar por isso e muito mais é que o chefe de Estado, Filipe Nyusi, decidiu, sabiamente, manter o estado de emergência por mais um mês. A decisão, naturalmente, não agradou a toda a gente.

Bula-bula até entende que haja gente que preferia que a decisão tivesse sido outra, embora, como se pode observar, apesar da “quarentena”, as pessoas, grosso modo, continuam a levar as suas vidas como se não houvesse perigo nenhum... olhe-se para as ruas como continuam abarrotadas; os engarrafamentos estão aí para mostrar que #Ficar em casa# é uma canção que caiu em jarra quebrada. Leia mais...

 

Classifique este item
(0 votes)
Script: