Vovó Joana Sitoe, natural de Morrumbene

Até parece estar na moda.… Aquela onda de vem, vai.... Mas, no caso, é tudo sobre ter muitas “amigas”. Uma mania que cresce a olhos vistos, que faz alguns homens alongarem e se gabarem da extensa lista de parceiras que possuem, sem nenhum remorso. Eles pensam que estão a marcar pontos. Consequentemente, a mulher passa a ser um troféu, numa brincadeira de profundo mau gusto.

Eles fazem, mas a vovó Joana Sitoe considera-os uns “fracos”. Traduzindo: “A vana power” (não têm potência), diz a vovó ao jornal domingo. Para piorar, continua, provocam várias mulheres, mas “A vapsikoti ku va tendera” (não dão conta do recado/não conseguem sustenta-las).

Entretanto, virando os canos para as mulheres que se submetem a essa condição, alerta-as que esses indivíduos não fazem nada mais, nem nada menos do que “ku vapoyila” (desrespeitam-nas), daí que alerta-as para que tenham auto-estima. Na verdade, defende que, tanto o homem, como a mulher “devem ter um(a) só parceiro(a)”.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,11 62,29
ZAR 4,16 4,24
EUR 67,19 68,49

12.09.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 263 visitante(s) ligado(s) ao Jornal