-vovó Lídia Munjovo, residente em Mavalane

“Quando falta educação religiosa num casal abre-se caminho para a entrada do mal. Nós fomos educadas pelas nossas mães, ensinaram-nos como começar uma relação, como estar com o nosso parceiro, o que afasta qualquer desconfiança da sua parte”. Deste modo iniciou a conversa entre a vovó Lídia, sexagenária, e o jornal domingo, quando questionada sobre o que leva o homem a sentir um ciúme exacerbado da sua companheira ou vice-versa.

Ressalta que a insegurança num casal advém da forma como os dois se conheceram. “Provavelmente, não existe confiança porque a um kumile ka sathani (conheceram-se no ambiente do Satanás) ou nas barracas ou em qualquer outra circunstância que não dignifica um ser humano temente a Deus. Tudo depende da forma como iniciou a relação”, observou.

Entretanto, “cansada” de tantas “inconstitucionalidades” no comportamento dos casais da actualidade, reforça que “já não há respeito nos lares. Algumas mulheres, por terem estudado muito, acham que devem pisar o marido, para mostrarem que são doutoras. A vana va hina vahidanisa (as nossas filhas envergonham-nos). Mas para piorar a situação, alguns homens resolvem o problema batendo nelas, coisa que me desagrada, pois a wansati ixiluva (mulher é uma flor)”, desabafou a vovó Lídia.

 

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 63,6 64,83
ZAR 4,56 4,65
EUR 71,57 72,96

11.04.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 624 visitante(s) ligado(s) ao Jornal