O desmatamento de florestas passa a ser monitorado em tempo real no país no âmbito de um processo que possibilitará o pleno conhecimento da dis­ponibilidade de recursos exis­tentes e como os mesmos es­tão a ser aproveitados .

A informação foi tornada pública durante o encontro da Iniciativa Global de Observa­ções Florestais (GFOI) que se realizou na semana passada em Maputo, promovido pelo Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural (MI­TADER) e parceiros.

O evento reuniu um gru­po de cientistas de diversos cantos do mundo que se com­prometeram a criar mecanis­mos que visam melhorar as estimativas de emissões de dióxido de carbono, a par da promoção de mudanças na co­bertura de terras e do desenho de ferramentas mais simples de monitoria das florestas.

 No caso de Moçambique, o sistema instalado ainda não permite, de forma actualiza­da, fornecer dados indicadores dos níveis de desmatamento que anualmente ocorrem num determinado ponto do país, facto que não facilita, ainda, o processo de tomada de deci­são para a gestão dos recursos florestais.

Texto de BENJAMIM WILSON

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 63,6 64,83
ZAR 4,56 4,65
EUR 71,57 72,96

11.04.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 85 visitante(s) ligado(s) ao Jornal