A Electronic Arts (EA) confirmou que o próximo Battlefield não será publicado em 2020, revelando que a sequela de Battlefield 5 só chegará ao mercado no ano fiscal 2022.

Blake Jorgensen, director financeiro da EA, destacou que a nova obra chegará então entre Abril de 2021 e Março de 2022. A confirmação da janela de lançamento foi feita durante uma conferência telefónica sobre os resultados financeiros do segundo trimestre do ano fiscal 2020.

Segundo Jorgensen, lançar o jogo durante este período permite colocá-lo no mercado quando já existir uma maior base instalada de consolas da nova geração, evitando um lançamento demasiado cedo no ciclo de vida do novo hardware e não fazendo justiça à obra.

Como já tinha sido confirmado, as sucessoras da PlayStation 4 e da Xbox One começarão a ser comercializadas no final de 2020, ou seja, daqui a aproximadamente um ano.

Durante este período sem novidades Battlefield no catálogo, a EA espera que Apex Legends seja o seu principal atirador. Aliás, a editora notou que tem planos para expandir a obra da Respawn Entertainment, fazendo-a chegar aos dispositivos móveis e a outras plataformas além do PC, PS4 e Xbox One.

Battlefield 5, o mais recente capítulo da série da DICE, chegou ao mercado há pouco mais de um ano, ficando disponível em Setembro, 2018. Recentemente foi confirmado que Battlefield 5 War in the Pacific ficou disponível na quinta-feira, dia 31 de Outubro.

Novo capítulo começou

em 31 de Outubro

Battlefield 5 recebeu o quinto capítulo gratuito no dia 31 de Outubro.

Os jogadores passaram a ter acesso a batalhas entre os Estados Unidos da América e o Japão Imperial nas ilhas do Pacífico. No arranque há dois mapas novos, nomeadamente, Iwo Jima e Pacific Storm. Posteriormente, em Dezembro, chegará o terceiro cenário novo, Wake Island.

Como seria expectável, o novo capítulo é também marcado pela presença de novo armamento. A M1 Garand está entre as armas eleitas, assim como a submetralhadora japonesa Type 100. O lado americano do combate tem o Sherman Calliope como um Reinforcement capaz de disparar mísseis. Por sua vez, as forças japonesas poderão usar o KI-147 I-Go Rocket.

Ainda sobre o novo conteúdo que promete marcar os combates em War in the Pacific importa escrever que estarão também disponíveis novos veículos, como por exemplo o tanque M4 Sherman e também o avião Japanese Zero.

Na mensagem publicada no blogue do jogo é ainda destacado que a catana é um item de batalha, ou seja, pode ser encontrada nos cenários e ser usada pelas duas facções nas lutas corpo a corpo. Outro dos itens será o Lança-chamas M2, que a mensagem afirma ser “muito útil quando enfrentarem grupos de infantaria inimiga”.

Finalmente uma palavra para os Elites. War in the Pacific apresenta duas novidades nesta frente, nomeadamente, Jack Culver e Keisuke Nakamura. O primeiro “concluiu doze missões no teatro europeu antes de ser realocado para o Pacífico”. Nakamura “é um comandante nato, experiente e estrategista, que sempre encontra o momento perfeito para o ataque”.

VideoGamer

 

 


Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,72 62,95
ZAR 4,18 4,26
EUR 68,69 70,06

18.10.201Banco de Moçambique

+ lidas