Como milhares de sul-africanos, Kenai Emodisa aguardava, na longa fila, a sua oportunidade de se despedir de Mandela no Union Buildings. Disse à nossa Reportagem que, apesar de ser muito jovem (19 anos de idade), sabe que Mandela sofreu muito para que a África do Sul fosse um país sem discrinação racial.

“Ele foi um herói e é nessa condição que ele nos deixa”,disse o nosso entrevistado, sublinhando que Mandela será sempre visto como aquele que privou-se de tudo para que todos ganhassem alguma coisa.

- Kenai  Emodisa

Obrigado, Madiba”

- Amanda Maswanganye

Amanda Maswanganye disse que Mandela venceu a morte, porque com o seu testemunho e exemplo marcou uma vida para sempre. “Difilmente a África do Sul terá um filho como ele. Por isso digo muito obrigado”, referiu.

A nossa entrevistada sublinhou que para além de se celebrar a vida do herói sul-africano, urge a preservação da obra que deixou. “Se vivermos como ele vivia, seguirmos as suas obras, caminharmos no amor, construiremos uma África do Sul que ele desenhou para nós”, frisou.

“É uma honra despedir-me de Mandela”

- Sana Sedibe

Sana Sedibe esperou mais de duas horas para ver o corpo de Mandela. “É uma grande honra estar aqui, para dizer adeus ao meu grande líder”, disse à reportagem dodomingo.

Afirmou ainda que será muito difícil falar da África do Sul sem Madiba, pois foi o farol da liberdade e do progresso que o país vive hoje.

 

 

 

“Perdemos um grande homem”

- Bashigo Matlou

“Meu sentimento é igual à de todos os sul-africanos. Perdemos um grande homem”, palavras de Bashigo Matlou, suportando a longa bicha para homenagear o líder histórico do Congresso Nacional Africano e da África do Sul.

Para o nosso entrevistado, Mandela representa o esteio da unidade dos sul-africanos. “Sempre estará presente no seu espírito, pois promoveu a  dignidade. Com a sua morte, perdeu a África do Sul e o resto do continente africano”, apontou.

 

“Grande líder africano”

- Anthony Hugo

Para Anthony Hugo Mandela transcende as fronteiras da África do Sul e destaca-se como grande inspirador nas causas políticas e de justiça em todo o continente africano.

“Foi um bom homem. Dificilmente teremos um outro igual”,disse, acrescentando que os sul-africanos devem fazer de tudo para manter o seu legado.

 

 

 

 

“Homem guiado pela justiça”

- Geraldine Pelser

Para Geraldine Pelsear, cidadã sul-africana, Mandela será sempre recordando como ícone de justiça e de luta pela igualdade racial.

“Morreu um homem que admiramos muito”,afirmou, ressalvando que no mundo tem paralelo a grandes homens como Mahatma Gandhi e Martin Lutero King.