O MINISTRO do Interior, Alberto Mondlane, afirmou na passada sexta-feira que o “G-20”, uma suposta quadrilha que estaria a operar na cidade e província de Maputo, não existe e que é criação de 

um grupo de pessoas que quer ver o povo agitado.

Segundo escreveu o “Notícias” na sua edição de ontem, Alberto Mondlane fez esta avaliação num encontro que manteve com comandantes das esquadras das cidades de Maputo e da Matola com vista a responder às queixas populares de insegurança nos seus bairros, motivados também por supostos cartazes colados em espaços públicos por uma tal quadrilha anunciando a realização de assaltos nesses locais.

 “O que se diz é que existe um grupo que age com ferro de engomar, mas nunca se diz quem são essas pessoas, onde estão, quem coordena a sua logística, como se transportam ou quem lidera o grupo. Ninguém responde a essas questões. Da nossa análise, do trabalho investigativo realizado, concluímos que o “G-20” é uma criação, não existe. É criação de alguém que quer ver o povo agitado. Este grupo não existe, até prova em contrário”, referiu o Ministro do Interior, deixando claro que o que interessa neste momento à corporação é apanhar as pessoas que têm estado a colar cartazes com mensagens ameaçadoras, a prometer ir roubar ou queimar pessoas, para responderem sobre quem são eles de verdade.

No meio destas informações, e como que a confirmar a existência de pessoas mal intencionadas, ocorreram episódios como a de uma imagem posta a circular nas últimas horas nas redes sociais em que se faz comentários sobre o pânico que tomou conta das pessoas, acompanhados pela imagem de uma mulher com queimaduras nos braços e nas pernas que se diz ser uma moçambicana, vítima da acção do tal “G-20”.

Segundo o matutino, na verdade, a imagem é de uma cidadã brasileira queimada com ferro de engomar pelo ex-marido por ciúmes. A mulher é identificada no “site” como Paula de Souza Nogueira Farias, de 22 anos, torturada durante cerca de quatro horas. A história da jovem pode ser vista através do “site” http://noticias.r7.com/blogs/wagner-montes/2011/09/12/homem-tortura/.