Dos cerca de 30 motoristas que são submetidos aos exames, somente quatro ou cinco é que aprovam. 

Acredita-se que a maior parte dos concorrentes conduzia “minibus” de 16 lugares, facto que dificulta o domínio de um autocarro, uma vez ser maior. 

Esta situação está a trazer prejuízos às empresas transportadoras, porque alguns autocarros acabam sendo parqueados devido à falta de condutores. Leia mais...

Abibo Selemane

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.