EDITORIAL: Travar a mecanização da existência humana

Um fenómeno social está a ganhar contornos alarmantes no nosso seio: há pais que negam assistência material aos próprios filhos. Trata-se de um espectáculo doloroso de se ver, que se resume na mecanização da existência humana, fazendo com que a vida do Homem esteja sujeita ao descarte, à semelhança de um mero objecto.

Na maioria dos casos, esta situação resulta da separação de progenitores, o que, a um nível oficial e/ou formal, obriga a formulação da situação jurídica da criança no que diz respeito às responsabilidades parentais.

Temos, portanto, sinais inequívocos de que a sociedade moçambicana está mergulhada numa crise de valores.

A título exemplificativo, apenas para se ter uma ideia, na capital do país, Maputo, as estatísticas não deixam margens para dúvidas, mostrando-nos quantitativamente que a locomotiva humana anda fora dos carris.

Somente no primeiro trimestre deste ano, foram dirimidos perto de três mil processos contra 661 em igual período do ano passado. Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)