PROCESSO DDR: Grupo técnico monitora as bases desmanteladas

O Grupo Técnico Conjunto do processo de Desarmamento, Desmobilização e Reintegração (DDR) das forças residuais da Renamo, composto por elementos do Governo, Renamo e das Nações Unidas, está a passar em revista todas as bases desmanteladas até ao mês passado. A ideia é confirmar o seu desmantelamento efectivo de modo a se avançar para outras províncias.

Uma fonte do grupo revelou ao domingo que nos próximos dias vai se realizar uma reunião-balanço do fim da primeira fase, em que os dados apontam para a desmobilização de 2307 ex-combatentes da Renamo, o equivalente a 44 por cento do previsto.

O processo já decorreu em 9 bases, 6 das quais foram encerradas totalmente (Savane, Muxúnguè, Marínguè, Inhaminga, Chemba e Mabote). Nas últimas semanas, foram desmanteladas as bases de Báruè, Tambara e Mossorize, província de Manica.

Segundo o cronograma de actividades a seguir, o processo poderá entrar para a província de Tete, onde se espera abranger pouco mais de 500 guerrilheiros. Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)