Mariano Nhongo abre-se ao diálogo

O diálogo para pôr fim aos ataques armados protagonizados pela autoproclamada Junta Militar da Renamo poderá iniciar esta semana. Mariano Nhongo, líder da facção, anunciou a constituição de um grupo composto por cinco elementos para o representar no diálogo.

Espera-se que a delegação esteja em Maputo entre amanhã e quarta-feira, para dar início às conversações com o Governo.

Há uns tempos, o Presidente da República, Filipe Nyusi, vinha reiteradamente a convidar a Junta Militar a abandonar as armas para enveredar pelo diálogo, tendo chegado a decretar um cessar-fogo unilateral, o qual não foi correspondido por Mariano Nhongo.

Na semana passada, o Presidente da República anunciou a intensificação da perseguição aos homens de Mariano Nhongo, o que culminou com a captura de três elementos próximos dele, sendo um ajudante de campo e dois cozinheiros, na província de Manica. Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)