DDR: Terceira base da Renamo encerrada ainda este mês

A terceira base da Renamo deve fechar ainda este mês, no âmbito da implementação do processo de Desarmamento, Desmobilização e Reintegração Social (DDR) dos antigos guerrilheiros deste partido. Trata-se da base de Vunduzi, no distrito da Gorongosa, em Sofala, que alberga 384 homens.

Com o encerramento desta base, o número de antigos guerrilheiros abrangidos pelo DDR deve atingir 1100, 250 dos quais mulheres.

Antes, em Junho, numa cerimónia testemunhada pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, e pelo dirigente da Renamo, Ossufo Momade, foi desmantelada a base de Savane, (305 combatentes) e, mais tarde, a de Muxúngué, 251.

No fim do processo, a desmobilização e reintegração social deve abranger 5221 combatentes aquartelados em diversos pontos do país, com destaque para as províncias de Sofala, Manica e Zambézia, numa iniciativa orçada em 16 milhões de dólares que estão a ser disponibilizados em tranches anuais.

Ao serem desmobilizados, os antigos guerrilheiros recebem as atinentes compensações em dinheiro Kits de material de construção.

O enviado pessoal do secretário- -geral das Nações Unidas e presidente do grupo de contacto, Mirko Manzoni, mostra-se satisfeito com o decurso do processo e acredita estarem criadas as condições para que o mesmo termine entre Agosto e Outubro de 2021. Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)
Última modificação: Sábado, 07 Novembro 2020 22:24