COMBATE AO TERRORISMO EM CABO DELGADO: Moçambique espera apoio dos parceiros internacionais

Moçambique está à espera de apoio dos parceiros internacionais para providenciar uma ajuda humanitária de emergência à população deslocada devido ao terrorrismo que afecta alguns distritos de Cabo Delgado.

Na sexta-feira, a ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Verónica Macamo Ndlovo, reuniu-se, em Maputo, com o corpo diplomático da Europa e América, a quem exigiu condenação inequívoca do terrorismo, por acreditar que a sua eliminação requer esforços colectivos.

“Exortamos que nos apoiem no controlo de fronteiras, combate ao crime organizado e de cibersegurança... dentro do espírito de entreajuda e apoio mútuo, estamos confiantes que mereceremos o vosso apoio e confiança, sem reservas”, disse Macamo.

De igual modo, disse esperar o mesmo apoio no contexto da cooperação bilateral no seio da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), União Africana (UA) e outras organizações internacionais, regionais nas áreas de defesa e segurança.

Uma vez que Moçambique faz parte do Conselho de Paz e Segurança e preside a SADC tem vindo a privilegiar, nestes fóruns, todas as questões relacionadas com a segurança do continente.

“O Presidente da República, Filipe Nyusi, tem estado em contacto regular com os seus pares, regionais e continentais, reiterando, na sua interacção, o imperativo de silenciar as armas e a centralidade da paz e segurança na religião e no continente, para que África realize o seu potencial em prol do bem-estar dos seus povos”, destacou Verónica Macamo.

A governante usou a ocasião para dar a conhecer as prioridades para este ciclo de governação tendo frisado que o Estado, em termos gerais e constitucionais, está em pleno funcionamento, afinal “a democracia se desenvolve e se consolida dia-após-dia”. Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)