Nyusi pede coesão dentro da Frelimo

Unidade e coesão interna na Frelimo são condição para a promoção do desenvolvimento em Moçambique, segundo defendeu ontem Filipe Nyusi, presidente do partido, num encontro com os jovens filiados à Organização da Juventude Moçambicana (OJM), havido no posto administrativo da Ponta do Ouro, distrito de Matutuine, província de Maputo.

Tratou-se da IV Sessão Ordinária da OJM alargada aos secretários provinciais.

“Estaremos em conflitos e perderemos o foco. Apontamo-nos o dedo e cada dia que passa não sabemos o que está a ser feito para o desenvolvimento da economia”, disse numa referência à situação que se vive em Cabo Delgado e na zona Centro.

Prosseguindo na mesma linha, Filipe Nyusi frisou que não se pode falar de desenvolvimento do país enquanto houver ataques armados. Por um lado, e terrorismo, por outro.

Quer uma quer outra situação de insegurança ou de criminalidade desencoraja os investidores que se sentem retraídos por temer raptos ou morte. “Não é possível os empresários promoverem investimentos por temerem raptos ou morte. Os ataques terroristas infringem medo, já não se produz porque não se pode ir à machamba, não se pode construir e nem circular livremente”.  Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)