AVERIGUAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS NO CENTRO E CABO DELGADO: Por que a Renamo nega integrar Primeira Comissão

Há um impasse na Assembleia da República. A bancada parlamentar da Renamo recusa-se a integrar os seus membros na Comissão dos Assuntos Constitucionais, Direitos Humanos e de Legalidade mandatada para averiguar a suposta violação dos direitos humanos em Cabo Delgado e no Centro do país.

Ao que domingo apurou, afinal, a necessidade de a Assembleia da República envolver-se nesta questão terá sido suscitada pela bancada da Frelimo.

Tudo começou numa sessão da Comissão Permanente na qual a Frelimo levantou a possibilidade de os deputados se pronunciarem sobre a situação que se vive no Norte e Centro do país que já provocou mais de mil mortos e milhares de deslocados.

A ideia foi prontamente acolhida pelas duas bancadas da oposição – Renamo e MDM –, até porque se dizia que não fazia sentido o parlamento continuar calado, numa altura em que as congéneres da África do Sul e da União Europeia já haviam se posicionado sobre a matéria.  Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)