Algo errado aconteceu na Renamo

‒ general António Hama Thay

Há algo errado que aconteceu na Renamo para Mariano Nhongo se comportar como indisciplinado.

Para António Hama Thay, general na Reserva, antigo vice-ministro da Defesa Nacional e antigo ministro dos Combatentes, é muito complicado imaginar que um quadro de uma organização reivindique a autoridade do seu chefe. “Esse é o ponto”, frisou.

Falando particularmente dos ataques armados na zona Centro, perpetrados pela auto- -proclamada Junta Militar, o general foi peremptório: “isso é indisciplina. É passível de punição severa”.

Sublinhou que é preciso trabalhar um pouco mais com a própria Renamo para perceber bem porque é que Nhongo se autoriza a reivindicar a autoridade dos seus chefes.

“Não conheço bem Nhongo. Não sei em que pressuposto ele se baseia”, afirmou, acrescentando que a Renamo devia ter tido a capacidade de pegar Nhongo e puni-lo depois que decidiu que a guerra terminou e todos nós vamos à reconciliação. Leia mais...

Texto de Bento Venâncio

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Classifique este item
(0 votes)