Print this page

XINAVANE E MAFAMBISSE: Açucareiras mantêm empregos e metas

Abril 26, 2020 2830

As açucareiras de Xinavane e de Mafambisse, localizadas na província de Maputo e de Sofala, respectivamente, ambas pertencentes ao grupo sul-africano Tongaat Hulett, decidiram manter-se em funcionamento pleno, sem alterar horários, metas e a sonhar com novos mercados. Esta decisão vem casada com um investimento e inúmeras medidas de prevenção contra o coronavírus.

A administração destas fábricas diz-se comprometida com o futuro da indústria açucareira no país, sobretudo porque já apresenta melhorias significativas desde o ano fiscal passado. “As nossas iniciativas de recuperação em Moçambique estão apresentando bons resultados e estamos optimistas em relação a melhorias contínuas para a safra 2020/21”, diz.

Todavia, mostra-se preocupada com a propagação da pandemia do novo coronavírus que está a afectar a economia global, incluindo a indústria do açúcar. Mesmo assim, as açucareiras deste grupo não alteram a sua rotina de produção.

No lugar disso, vão investir cerca de 11 milhões de Meticais em produtos e medidas de prevenção nas áreas fabris e nas vilas de Xinavane e Mafambisse, por se entender que sem o envolvimento da comunidade circundante todos os esforços podem redundar em fracasso. Leia mais...

Texto de Jorge Rungo

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Classifique este item
(0 votes)