Diplomacia da Frelimo salvou-me de morte certa

Chegou a ser condenado à morte, por enforcamento, no Malawi, inclusive, com data marcada para a sua execução. Valeu-lhe a intensa diplomacia exercida por altas hierarquias da Frelimo.

Chama-se Eduardo Silva Nihia, combatente da Luta de Libertação Nacional. No Malawi, Nihia havia sido detido por ter sido confundido como integrante de um grupo rebelde liderado por dois ministros malawianos.

Mais tarde constatou-se tratar-se de um revolucionário moçambicano. Foi desta maneira que dias antes de a PIDE chegar à Blantyre, o director da segurança malawiana convenceu o então Primeiro-Ministro malawiano para ordenar a sua soltura da cadeia de Zomba. Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)