Ludmila Maguni é a Secretaria de Estado na província de Inhambane. Até à nomeação era directora-geral do Instituto Nacional do Governo Electrónico, cargo que vinha desempenhando desde o ano de 2017.

É licenciada em Engenharia Informática e de Telecomunicações pelo Instituto Superior de Transportes e Comunicações, cidade de Maputo. Encontra em Inhambane uma província que se destaca como uma das bandeiras do turismo. O desafio é transformar esta indústria numa fonte real de captação de receitas ao Estado. O que realmente importa é disciplinar o sector, profissionalizar os operadores e associa-lo à indústria cultural. Outro desafio é investir nas vias de acesso aos centros de atracção turística, porque as estradas são precárias. Inhambane é rica em fruticultura, devendo-se reflectir na criação de uma agro-indústria virada ao sector, facto que pode constituir novas fontes de emprego. Daniel Chapo é o governador.

Classifique este item
(0 votes)