Um dia no bloco operatório

O Hospital Central de Maputo (HCM) tem vindo a realizar, em média, duas cirurgias por semana, todas ligadas a doenças de foro cardio-torácico.

E fá-las com assinável sucesso interpretando o mais sofisticado aparato tecnológico e envolvendo jovens médicos moçambicanos que são autênticos “campeões” em cirurgia. domingo embarcou numa quase enigmática viagem pelo mundo destes “campeões”, e a primeira impressão que colheu é que a vida é mesmo um sopro divagante. O espaço que a separa do além é ténue. É nele onde se avalia até onde a Medicina é capaz de chegar.  Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)