“Aminha governação é igual à chuva, que não escolhe o terreno onde cair, na medida em que cai em toda a terra, incluindo naqueles lugares em que em 2014 não votaram no manifesto da Frelimo”, destacou Filipe Nyusi, candidato presidencial da Frelimo, que desde sexta-feira trabalha na província de Tete, tendo como ponto de entrada o distrito de Angónia.

Contudo, para que a chuva dê resultados positivos, exortou os eleitores de Tete, em particular, e de Moçambique, em geral, a votarem em si e nos candidatos da Frelimo para a Assembleia da República, bem assim para a Assembleia Provincial, de modo a viabilizar a governação.

Filipe Nyusi aponta alguns distritos autárquicos sob alçada da oposição onde a população se mostra arrependida pela opção tomada nas eleições autárquicas do ano passado, tendo na ocasião dado exemplo de Cuamba, no Niassa, onde o jardim erguido pelo anterior dirigente está a morrer porque os gestores actuais não cuidam. Leia mais...

Texto de Domingos Nhaúle

 

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,72 62,95
ZAR 4,18 4,26
EUR 68,69 70,06

18.10.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 312 visitante(s) ligado(s) ao Jornal