O processo de Desmobilização, Desmilitarização e Reintegração  dos homens armados  da Renamo (DDR)  acaba de ganhar novos contor[1]nos com a entrega ao Governo  da nova lista dos guerrilheiros  deste partido a serem enquadrados nas fileiras da Polícia  da República de Moçambique  (PRM) à luz do diálogo ao mais  alto nível tendo em vista o alcance da paz duradoira. 

Depois de alguns meses de aparente estagnação na implementação do DDR, novos caminhos se abrem com a entrega  semana finda ao Governo pela  Renamo da lista actualizada dos  seus homens armados a serem  integrados na PRM. O anúncio  foi feito pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, no comício por si orientado em Mulotana, distrito de Boane, província  de Maputo, que marcou o final  da visita de dois dias efectuada  a este ponto do país.

Texto de Domingos Nhaúle
Leia mais...