O processo de Desmobilização, Desarmamento e Reintegração (DDR) dos homens armados da Renamo deverá registar novos avanços, ainda esta semana, conforme garantias dadas hoje pelo secretário-geral do Partido, André Magibiri.

Do lado da Renamo já identificámos os possíveis locais onde estarão concentrados os nossos homens, pelo que tudo está a postos e esperamos que a contra-parte (Governo) nos acompanhe. O nosso presidente está firme na paz”, afirmou.

André Magibiri fez este pronunciamento momentos após acompanhar a entrega, ao Conselho Constitucional, da candidatura do presidente da Renamo, Ossufo Momade, ao cargo de Presidente da República.

Aliás, Magibiri justificou a ausência do candidato no acto, afirmando que Ossufo Momade está na serra da Gorongosa a acompanhar o DDR.

A candidatura, suportada por 20 mil assinaturas, foi entregue pelo respectivo mandatário Venâncio Mondlane, a 20 dias do prazo

Entretanto, Magibiri mostrou-se desapontado com os resultados do recenseamento eleitoral de 2018 e 2019, que colocam a província de Nampula, como maior círculo eleitoral (45 assentos), seguida da Zambézia (41), Cabo Delgado (23) e Gaza, como quarto com (22).

Esta é a primeira vez que a Renamo concorre às presidenciais com um novo candidato, desde a introdução do multipartidarismo. De 1994 a 2014, a “Perdiz” vinha apostando em Afonso Dhlakama, entretanto, falecido a 3 de Maio de 2018, em Gorongosa, vítima de doença.

 

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,72 62,95
ZAR 4,18 4,26
EUR 68,69 70,06

18.10.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 371 visitante(s) ligado(s) ao Jornal

+ lidas