O Presidente da República, Filipe Nyusi, que hoje inicia uma visita de trabalho à província de Cabo Delgado, diz que a reconstrução das infra-estruturas danificadas pelos ciclones Idai e Kenneth requer o arregaçar das mangas de todos os moçambicanos para que o país se recomponha o mais breve possível.

Tais danos ocorreram em larga medida na Ilha do Ibo e também nos distritos de Macomia, Quissanga, Mecufi e alguns bairros da cidade de Pemba.

Conforme disse à sua chegada à cidade de Pemba, os apoios dos parceiros são bem-vindos, “no entanto, é tarefa de todos nós trabalhar para que as zonas afectadas pelas intempéries se recomponham rapidamente”.

Num breve contacto com a população de Pemba, capital provincial de Cabo Delgado, o Chefe de Estado mostrou-se preocupado com a persistência das incursões de insurgentes que semeiam terror na zona Norte da província e sobre este assunto disse que iria se pronunciar nos comícios que vai realizar ao longo da presente visita.

Referiu ainda que escala esta província com o objectivo de fazer o balanço do quinquénio prestes a findar e ouvir da população a apreciação que esta faz em relação ao seu desempenho ao longo do presente quinquénio e também sobre o seu empenho como Presidente da República.

Durante a estada em Cabo Delgado, Filipe Nyusi vai escalar os distritos de Meluco, Metuge e a cidade de Pemba, onde vai orientar comícios e proceder ao lançamento da primeira pedra para a construção de balcões para bancos em Meluco e Metuge no âmbito da iniciativa presidencial “Um Distrito Um Banco”.

De referir que dos 17 distritos da província apenas seis ainda não têm banco, mas já decorrem obras cuja conclusão será no presente ano.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,11 62,29
ZAR 4,16 4,24
EUR 67,19 68,49

12.09.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 343 visitante(s) ligado(s) ao Jornal