Se como defendia Lenine, a luta entre os “contrários” na natureza e na sociedade é a base vital de todo o desenvolvimento, então, para implantarmos no nosso país uma democracia genuína, torna-se necessário termos um Parlamento Multipartidário sim, mas onde os tais “contrários” se digladiam tendo uma visão comum: 

o engrandecimento do orgulho patriótico de sermos todos moçambicanos. Para tal, a nossa oposição deve ser honesta, autêntica, fidedigna e credível. Infelizmente, o que temos estado a assistir e a viver na nossa “Casa do Povo”, desde que se implantou a tal da “Democracia Multipartidária”, é uma oposição barulhenta, medíocre e inútil, mais atrapalhando do que contribuindo para o bem comum. Portanto, sem acrescentar nenhuma mais-valia para a vida do povo. Como resultado disso, o patrão, que somos nós, o povo, cansado de aturar “brincadeiras” de péssimo gosto da nossa oposição, nesta VI Legislatura, reduziu substancialmente o número dos seus componentes, através da negação de votos. Ela (oposição) nunca apresentou um programa de governação sério, para caso ganhasse as eleições. Limita-se a perder tempo falando mal do seu adversário do que daquilo que o povo gostaria de ouvir de diferente do que está sendo feito ou planificado pelo governo do dia. Denegrir o adversário ou difamá-lo não é propriamente o que o povo quer ouvir.  Leia mais...

Por Kandiyane Wa Matuva Kandiya

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. 

 

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,72 62,95
ZAR 4,18 4,26
EUR 68,69 70,06

18.10.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 375 visitante(s) ligado(s) ao Jornal

+ lidas