Aplaudi com as mãos, todos os Povos; cantai a Deus com voz de Triunfo”  Salmos 47:1

Finalmente, a PAZ genuína reinará eternamente na nossa Pátria Amada! A palavra PAZ é uma das poucas que os biblistas referenciam-na mais de cento e sessenta vezes. Almejada por todos nós, a PAZ na Pérola do Índico tinha sido conhecida e vivida por poucos de nós, num passado que já lá foi com o tempo. Por isso, será novidade para muitos jovens que nasceram e cresceram no maldito ambiente de guerra. Viver em PAZ significa viver no espírito de tolerância, do equilíbrio e do entendimento, do respeito e de concórdia, onde os conflitos serão resolvidos através do diálogo. Os direitos das diferenças, e as vozes de todos serão ouvidas, e todos nós estaremos no ponto mais alto de serenidade sem tensão social. Aos signatários (Sua Excelência Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, e o Senhor Presidente da RENAMO, General Ossufo Momade) vai a nossa desdobrada vénia. A Cerimónia da Assinatura do Acordo foi bastante concorrida e bonita e todos nós, moçambicanos, finalmente, a falar é que nos entendemos. Estamos de parabéns! Shalom Adonai! Porém, como “não há bela sem senão, nem feia sem sua graça”, a cerimónia, do ponto de vista de cultura nacional, na nossa opinião, foi um verdadeiro fiasco. É que, de uns tempos a esta parte, temos notado o abandono ou afastamento das nossas raízes culturais no que nas cerimónias públicas diz respeito. Notámos e anotámos isso aquando duma recente cerimónia realizada no Campus da Universidade Eduardo Mondlane, quando, salvo erro, a ANADARCO e o Governo assinaram um acordo. Leia mais...

Por Kandiyane Wa Matuva Kandiya

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,72 62,95
ZAR 4,18 4,26
EUR 68,69 70,06

18.10.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 288 visitante(s) ligado(s) ao Jornal