Comemorou-se a 14 de Novembro o Dia Mundial do Combate a Diabetes, uma doença causada pela produção insuficiente ou má absorção de insulina, hormónio que regula a glicose no sangue e garante energia para o organismo. A data foi criada em 1991 pela International Diabetes Federation (IDF) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS), com o objectivo de consciencializar as pessoas sobre a doença e divulgar as ferramentas para a prevenção de diabetes. A melhor forma de prevenir é a prática de hábitos saudáveis, como comer diariamente verduras, legumes, para além de reduzir o consumo de sal, açúcar e gorduras, e praticar exercícios físicos regularmente. domingo saiu à rua para conversar com alguns cidadãos sobre sintomas e prevenção desta doença.

A ministra da Administração Estatal e Função Pública, Carmelita Namashulua, exortou, na sexta-feira finda, na cidade de Maputo, as assembleias municipais a terem domínio da legislação que rege as autarquias como condição para elevar a qualidade do serviço público.

A ministra do Trabalho, Emprego e Segurança Social (MITESS), Vitória Diogo, diz-se preocupada com a persistência de situações anómalas no mercado laboral no país, com destaque para a contratação irregular de cidadãos estrangeiros, que resultou na expulsão de 3723, durante o quinquénio 2015-2019. De acordo com a ministra, as empresas não têm razões para recorrer a práticas ilícitas para a contratação de mão-de-obra estrangeira, uma vez que a legislação laboral já prevê tal procedimento, bem como as devidas regras e quotas.

Maputo é uma cidade cosmopolita. Aqui conflui gente de várias origens, de múltiplas funções. Hoje, passados 132 anos após a sua elevação à categoria de cidade ‒ foi elevada a 10 de Novembro de 1887 ‒ move-se a um ritmo frenético rumo à modernização das suas infra- -estruturas, o que eleva o grau de exigência na sua manutenção e preservação. Com efeito, domingo saiu à rua, para, em plena comemoração, saber de alguns cidadãos o seu sentimento em relação ao tratamento que a cidade tem merecido.

Moçambique já tem um instrumento de planificação de investimentos públicos que será implementado em todos os níveis sectoriais. Trata-se da Plataforma do Sistema Nacional de Investimento Público (e-SNIP) que se enquadra no âmbito das reformas em curso na administração financeira do Estado.

Localizado a 72 quilómetros da capital da província de Nampula e com uma população estimada em 415.407 habitantes, Mogovolas tem vindo a ser denominada, carinhosamente, a “terra do caju”, pelos seus reconhecidos elevados índices de produção de castanha de caju que contribuem significativamente para o crescimento económico.

Page 2 of 2

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,72 62,95
ZAR 4,18 4,26
EUR 68,69 70,06

18.10.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 597 visitante(s) ligado(s) ao Jornal

+ lidas