Sentença do “Caso Embraer” conhecida na quinta-feira

A 8.ª Secção Criminal do Tribunal Judicial da Cidade de Maputo vai proferir, na quinta-feira, a sentença do “Caso Embraer”, sobre a alegada aceitação de subornos no processo de compra de duas aeronaves para o reforço da frota da empresa Linhas Aéreas de Moçambique (LAM).

Vai ser o culminar de um processo cuja investigação vinha decorrendo de há uns anos a esta parte, tendo como arguidos Paulo Zucula, antigo ministro dos Transportes e Comunicações; José Viegas, então presidente do Conselho de Administração da LAM, e Mateus Zimba, ex-funcionário sénior da petroquímica Sasol.

Mateus Zimba é apontado, no processo- -crime n.º 52/GCCC/2016-IP, como tendo criado uma empresa com sede em São Tomé e Príncipe para cujas contas foram feitas as transferências do dinheiro do alegado suborno.

Os três arguidos foram pronunciados nos crimes de participação económica em negócio e branqueamento de capitais, numa suposta artimanha para a obtenção de 800 mil dólares americanos durante a compra de aviões do tipo “E-190”. Leia mais... 

Classifique este item
(0 votes)