Tete vai capacitar magistrados para julgarem pescadores ilegais

Pescadores ilegais e usuários de artes nocivas na actividade pesqueira serão julgados brevemente pela Justiça moçambicana, em Tete. Neste momento, está em curso a capacitação de magistrados com ferramentas adequadas para julgarem e condenarem os praticantes deste tipo de crime.

O facto foi anunciado pela chefe do Departamento de Pescas nos Serviços Provinciais de Actividades Económicas nesta província, Piedade Mulaicho Malizane, num encontro realizado há dias com um grupo de pescadores artesanais em Daqui, uma localidade do distrito de Mágoè, região banhada pela albufeira de Cahora-Bassa.

Explicou que a medida visa essencialmente organizar e aprimorar a pesca artesanal, por forma a minimizar a captura desenfreada dos recursos pesqueiros e incrementar a produção nas comunidades pesqueiras locais. Leia mais... 

TEXTO DE BERNARDO CARLOS

Classifique este item
(0 votes)