EFEMÉRIDE: Restaurar a paz com o ambiente

A restauração da biodiversidade com vista a alcançar a paz entre o Homem e a natureza foi ontem, em Maputo, destaque das celebrações do Dia Mundial do Ambiente.

Uma maneira de chegar ao equilíbrio, segundo referiu Eneas Comiche, presidente do Conselho Municipal, durante a cerimónia central, passa por acelerar as acções de protecção e conservação do ambiente, de modo a contornar o cenário de degradação do ecossistema.

Focalizando o caso da capital do país, referiu que a inevitável expansão urbana, aliada ao crescimento populacional, tem provocado o desmatamento de extensas áreas verdes para dar lugar a obras da construção civil. Como consequência desta tendência – prosseguiu o autarca – verifica-se a redução de espaços arborizados, considerados o “pulmão urbano”, restaurador da qualidade do ar, o que influencia na eclosão de problemas de saúde pública.

Para mitigar os efeitos negativos das mudanças climáticas, Comiche avançou que estão em curso actividades de carácter educativo ambiental e de restauração do mangal, através do plantio de mudas na praia da Costa do Sol, Maputo, em coordenação com a Faculdade de Agronomia da Universidade Eduardo Mondlane. Leia mais...

Texto de Benjamim Wilson

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Classifique este item
(0 votes)