CABO DELGADO: Governo garante à Total empenho para restaurar segurança

O Governo moçambicano garantiu na sexta- -feira à Total “empenho total” para restabelecer a segurança em Cabo Delgado, Norte de Moçambique, visando a retoma do projecto de gás da petrolífera.

“Transmitimos à Total o nosso empenho total na restauração de condições de segurança favoráveis ao reatamento de todos os empreendimentos suspensos devido à acção de terroristas em Cabo Delgado”, avançou a fonte do Executivo moçambicano citada pela agência Lusa.

O Governo deu as garantias durante encontros mantidos entre os ministros dos Recursos Minerais e Energia de Moçambique, Max Tonela, e da Defesa, Jaime Neto, com o presidente da Total para Pesquisa e Produção, Arnaud Breuillac.

A fonte avançou que os governantes moçambicanos e Arnaud Breuillac “manifestaram sintonia e confiança em relação à viabilidade dos projectos de gás na bacia do Rovuma”.

Na segunda-feira, a Total anunciou motivos de “força maior” para ter retirado todo o seu pessoal do Norte de Moçambique, após o agravamento da violência armada de rebeldes, com o ataque do dia 24 de Março à vila de Palma, junto ao projecto de gás.

O projecto da Total, com arranque previsto para 2024, está avaliado em 20 mil milhões de euros, é o maior investimento privado em curso em África e nele está ancorada boa parte das expectativas de desenvolvimento de Moçambique na próxima década. (Fim)

Classifique este item
(0 votes)