Fraco fluxo migratório na semana de Páscoa

Marcha rodoviária sem tráfego, um vasto espaço a condizer com o distanciamento físico entre os viajantes, guichés vazios e um processo de verificação alinhado com as medidas de prevenção da covid-19 é o cenário que contraria as expectativas do fluxo migratório durante a Semana Santa que culminou com a celebração da Páscoa.

O Serviço Nacional de Migração (SENAMI) previa uma movimentação média diária de 10 mil viajantes, o que culminaria em cerca de 150 mil entradas e saídas durante a quaresma pascal, facto contrariado por uma realidade média de cerca de três mil movimentos diários nos três pontos fronteiriços da província de Maputo, nomeadamente, Ressano Garcia, Goba e Namaacha. Durante o período em referência, neste caso, de 25 de Março a dois de Abril, o SENAMI registou um movimento total de 27.596 movimentos contra 85.367 registados no igual período de 2019, representando uma redução do fluxo em cerca de 70 por cento.

Segundo o porta-voz do SENAMI na província de Maputo, Juca Bata, a comparação dos dados foi feita com o período pascal de 2019, uma vez que no ano passado o período pascal decorreu num ambiente de encerramento total de fronteiras.

A experiência obtida no final do ano passado, marcada por longas filas para testagem da covid-19 e exigência do exame PCR, é a razão apontada para a abstinência à movimentações neste período. Além disso, o poder financeiro das pessoas reduziu significativamente com as suspensões periódicas de actividades económicas.

Durante a semana pascal, 994 viajantes foram testados e nenhum deles testou positivo.

Segundo a médica-chefe provincial, Celestina Maria da Conceição, que coordena a equipa da saúde em plantão na fronteira de Ressano Garcia, o sector da saúde também esteve preparado para responder às mesmas expectativas do SENAMI no que diz respeito ao fluxo migratório.

O tratamento especial dado aos mineiros consistiu na administração do teste rápido em caso de não apresentarem teste PCR, seguida pelo registo pessoal detalhado para posterior acompanhamento no destino. Depois seguem viagem. (Fim)

Classifique este item
(0 votes)
Última modificação: Sábado, 03 Abril 2021 19:39