MARCAS DE MODA: Indústria que gera emprego e promove a imagem do país

Em Moçambique há uma indústria que floresce de forma discreta: marcas de moda. São tituladas maioritariamente por jovens moçambicanos. Geram lucro, postos de trabalho e de sustento para várias famílias, além de colocarem a bandeira nacional em grandes festivais de moda em África e na Europa

As marcas de moda em Moçambique surgem de sonhos, talentos, arte e empreendedorismo que, em alguns casos, culminam em sucesso empresarial e até mesmo produção industrial.

O jornal domingo traz à ribalta alguns mentores desta indústria que gera milhões de Meticais anualmente, serve de escola para muitos moçambicanos e diversifica o leque de exportações.

Pinto Música é uma marca moçambicana de vestuário, empresa e fábrica de calçados criada por um estilista moçambicano com o mesmo nome. Está registada há 10 anos no Instituto de Propriedade Industrial (IPI).

Actualmente emprega 30 pessoas de forma efectiva, além de uma quantidade imprecisa de distribuidores em todo o país e no estrangeiro.

A unidade fabril tem capacidade para produzir mais de 100 peças por dia, gerando uma receita anual superior a 1 milhão de Meticais.

Segundo Pinto Música, um dos objectivos da empresa é elevar ainda mais o volume de produção, não obstante os desafios na aquisição da matéria-prima. “A matéria-prima constitui um desafio, uma vez que temos de recorrer a outros países para termos tecidos e outros assessórios necessários para a produção”. Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)