Moçambique será dos primeiros a receber vacina indiana contra covid-19

- garante embaixador cessante da Índia em Maputo

Moçambique poderá ser dos primeiros países a receber a vacina indiana contra a pandemia da covid-19, denominada Covaxin. A garantia foi dada esta manhã, por Rajeev Kumar, embaixador cessante da República da Índia.

Rajeev Kumar falava a jornalistas momentos depois de apresentar    cumprimentos de despedida ao Presidente da República, Filipe Nyusi.

Na Índia, a vacina contra a covid-19 começa a ser administrada massivamente a partir da próxima semana.

Segundo o diplomata, vários países manifestaram o interesse na vacina mas, a avaliar pelas excelentes relações diplomáticas e económicas entre a Índia e o país, há boas perespectivas de Moçambique vir a ser um dos primeiros a receber o imunizante.

Entretanto, sobre as relações económicas entre os dois países recordou que Índia chegou a ser o principal destinatário das exportações moçambicanas entre 2017 e 2018, ultrapassando a África do Sul.

Neste momento a Índia investe em Moçambique nos sectores automóvel,  mineiro, designadamente na extracção de carvão mineral em Tete, hidrocarbonetos, em Cabo Delgado, entre outros.

O investimento da Índia em Moçambique é 25 por cento do continente africano, o que significa que este país é muito importante para nós. Em relação ao feijão bóer, pretendemos estender os entendimentos por mais cinco anos e a proposta já foi enviada ao Governo, argumentou o diplomata indiano.

Classifique este item
(0 votes)
Última modificação: Quinta, 07 Janeiro 2021 13:20