Ventos fortes e inundações podem afectar um milhão de pessoas

Mais de um milhão e 200 mil pessoas das províncias de Sofala, Manica, Zambézia e Inhambane poderão ser afectadas por ventos fortes, chuvas intensas e inundações decorrentes da passagem do ciclone “Chalane”.

A directora-geral do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades, Luísa Meque, que falava esta manhã durante a sessão extraordiária do Conselho Coordenador de Gestão de Calamidades, disse que face à prevalência de chuvas fortes, os diversos sectores que lidam com as calamidades naturais deverão permanecer em alerta para, em caso de necessidade, prestar socorro às vítimas.

Classifique este item
(0 votes)
Última modificação: Quarta, 30 Dezembro 2020 15:30