TRATAMENTO ANTIRETROVIRAL: Reduz frequência de pacientes às unidades sanitárias

O país triplicou o número de unidades sanitárias que oferecem a despensa trimestral de medicamentos para o tratamento antiretroviral, de 401, em Março de 2020, para 1230 tendo reduzido a frequência de visita de pacientes a unidades sanitárias e as enchentes.

A informação foi avançada hoje pelo Chefe de Estado, Filipe Nyusi, que sublinhou que por conta deste aumento subiu de 39% para 66% a cobertura de pacientes elegíveis a dispensa trimestral ao mesmo tempo que aumentou a cobertura de tratamento antiretrovirial de 52% em Março de 2020 para 60% em Setembro.

O chefe do Estado intervinha na cerimónia alusiva ao Dia Mundial de Combate a Sida, efeméride que se assinala a 1 de Dezembro de cada ano.

Na ocasião, Nyusi disse ainda que o país adoptou durante o período de estado de emergência até a actual situação de calamidade pública algumas medidas para facilitar a continuação das acções de resposta ao HIV-SIDA sendo de destaque a despensa trimestral de medicamentos antiretrovirais; despensa de medicamentos na comunidade através de brigadas móveis e criação de pontos adicionais de distribuição.

Também houve a manuntenção e reforços das testagens nas unidades sanitárias e a realização de consultas materno-infantil trimestralmente para todas as mães grávidas, as profilaxias e tratamento antiretroviral e consultas mensais para mãe e criança até 3 meses após o parto bem como o reforço de adesão através de chamadas telefónicas”, disse.         

O Presidente destacou também a formação 930 provedores nacionais de direitos humanos na saúde com vista a assegurar o respeito e aprotecção dos direitos das pessoas que necessitam dos serviços de prevenção com ênfase para a redução de estigma e descriminação de pessoas vivendo com HIV e pacientes com tuberculose.      

 

 

 

Classifique este item
(0 votes)