Vendedores de Xipamanine queixam-se da falta de clientes

Vendedores do mercado Xipamanine, transferidos em Junho para o antigo acampamento de salubridade de Nhlamankulu, que dista a menos de 100 metros do mercado principal, reclamam da falta de clientes e más condições de saneamento.

Sucede que, volvidos cinco meses após a retirada de alguns vendedores para dar lugar à requalificação do mercado, no âmbito da contenção da propagação da covid-19, estes dizem não terem sido criadas condições para que continuem a desenvolver a sua actividade.

Clamam pela divisão dos produtos por sectores, a fixação de uma placa que indique a existência de um novo mercado no pavilhão e a permanência da terminal dos transportes públicos, que abandonam o local sempre que chove.

Aliás, a chuva que tem vindo a cair nos últimos dias veio agudizar o problema. A entrada que dá acesso ao pavilhão está intransitável e os poucos clientes que visitam o mercado fazem-no sobre pedras correndo o risco de cair. Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)