Universidades acordam parceria

As Universidades Rovuma (UniRovuma) e Católica de Moçambique (UCM) acabam de assinar, na cidade de Nampula, um memorando de entendimento, o qual permite estabelecer cooperação nas áreas de ensino, investigação científica, extensão e administrativa entre estas duas instituições do ensino superior.

O memorando foi assinado pelos respectivos reitores, numa cerimónia realizada na sala de reuniões da Reitoria da primeira instituição.

As duas instituições comprometem-se, igualmente, a promover iniciativas académicas de forma a reforçar a sua intervenção e preparar os futuros actores do desenvolvimento não somente da região Norte, como também de todo o país.

Falando antes da assinatura do memorando, o reitor da UniRovuma, Brito dos Santos, considerou gratificante duas instituições estabelecidas no mesmo espaço territorial unirem os seus esforços e estreitarem relações com o objectivo único de trabalharem em prol da sociedade em que estão inseridas.

Apesar de a sua universidade ter sido criada há cerca de dois anos, Brito dos Santos sublinhou que ela está a lutar para se impor no mercado neste momento tão conturbado, tanto para o país como para o mundo.

Por sua vez, o reitor da UCM, Padre Filipe Sungo, disse que o memorando é resultado inato da descoberta de interesses comuns e partilhados das duas universidades, vocacionadas na formação de técnicos de nível superior, combinando um ensino de qualidade e focado nas vocações individuais e nas necessidades do mercado.

“Ao assinarmos este memorando, o nosso objectivo é o de estabelecer uma base sólida para uma cooperação futura, profunda e duradoura”, disse o Padre Sungo, acrescentando “ser nossa expectativa comum que o acordo venha estimular iniciativas concretas viradas para a investigação científica colaborativa rumo ao alcance dos objectivos comuns”.

Num tom irónico, o reitor da UCM chamou a atenção para que o presente “acordo não adormeça nas gavetas”, mas que se ponha em prática aquilo que estas duas instituições se comprometem a implementar daqui em diante.

Classifique este item
(0 votes)