Print this page

Ouattara versus Gbagbo – um remake de 2010?

Agosto 29, 2020 1096

Foi noticiado que Laurent Gbagbo é um possível candidato para as eleições presidenciais na Costa do Marfim, marcadas para o próximo mês de Outubro. A Juntos para a Democracia e Soberania, uma coligação da oposição, anunciou que pretende submeter a candidatura do ex-presidente dentro dos prazos legais. Até o momento em que se escreviam estas linhas, o antigo presidente ainda não se havia pronunciado se aceitava ou não o desafio. Na eventualidade de a candidatura ser aceite, o que parece pouco provável, assistir-se-á um “remake” das eleições de 2010, quando Gbagbo, na altura presidente incumbente, enfrentou Outtara nas eleições. O reencontro entre estes dois “insubstituíveis de África” faz lembrar, no entanto, um período negro da história da Costa do Marfim, já que a luta pelo poder entre os dois mergulhou o país numa curta, mas mortífera, guerra civil.

Propostos pelas respectivas formações políticas que os apoiam, um duelo entre Ouattara e Gbagbo ocorreria, em parte, em igualdade de circunstâncias. Tanto um como o outro são considerados líderes “insubstituíveis”, pelos respectivos apoiantes, para assumir a presidência do país. Os dois já serviram a Costa do Marfim por dois mandatos consecutivos. Gbagbo presidiu o país entre 2000 e 2010. Ouattara assumiu a presidência em 2011 e este ano (2020) marca o término do seu segundo mandato presidencial.

O presidente Ouattara concorre à sua própria reeleição, depois de quebrar uma promessa que havia feito em Março sobre a sua intenção de deixar o poder para gerações mais novas. No entanto, quis o destino que o seu escolhido para lhe suceder, o antigo primeiro-ministro Amadou Gon Coulibaly, perdesse a vida. Em face da “inexistência”, no seu partido político, de alguém com capacidade de o suceder, Ouattara viu-se “forçado” a voltar atrás na sua promessa e aceitar o convite para “prosseguir e consolidar o programa de desenvolvimento já iniciado”. Leia mais...

Por Edson Muirazeque *

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Classifique este item
(0 votes)