I SEMESTRE: Produção pesqueira atinge 3850 toneladas em Maputo

Mais de 3500 toneladas de pescado diverso foram capturadas no I semestre do ano em curso nas águas marítimas e interiores da província de Maputo, representando uma produção valorada de 314 milhões de Meticais. Entretanto, o Conselho Executivo Provincial manifesta preocupação com relação ao fraco nível de licenciamento dos pescadores, segundo afirmou, quinta-feira, o governador Júlio Parruque, na cerimónia de lançamento da campanha para este fim.

O governante indicou que a proliferação de pescadores artesanais que actuam de forma ilegal lesa o Estado e atrasa o desenvolvimento do país e da província, em particular. Salientou que um dos benefícios do licenciamento é o direito de uso e aproveitamento do recurso pesqueiro e de acesso ao financiamento para apetrechamento das embarcações.

Segundo Júlio Parruque, na sequência das medidas que o Executivo da província tem estado a tomar para estancar o exercício ilegal da pesca, foram apreendidas no I semestre 89 artes de pesca, vulgo redes, 25 das quais foram destruídas. No entanto, sublinhou que o objectivo não é penalizar, mas estimular a prática legal da actividade para benefício, não só das famílias e das comunidades como também para o próprio Estado. Leia mais...

Redacção

Classifique este item
(0 votes)
Script: