Vuma luta pela vida

O presidente da Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA), Agostinho Vuma, foi, ontem, baleado, na cidade de Maputo, por dois indivíduos ainda em parte incerta. O incidente deu- -se quando a vítima saía do seu escritório, na avenida Josina Machel.

Segundo dados fornecidos pelo porta-voz do comando da Polícia da República de Moçambique (PRM), Leonel Muchina, a vítima reconheceu um dos bandidos, ao qual chamou por Salimo.

Contudo, Muchina garantiu que equipas da PRM estão a trabalhar com vista a encontrar os malfeitores e descobrir quais são as causas que levaram a cometer o acto criminal.

Ontem foram ouvidas algumas pessoas que presenciaram o acto, no local. Leonel Muchina disse que serão recolhidas as imagens de câmera de vigilância instaladas em dois estabelecimentos comerciais que funcionam nas imediações do local onde houve o incidente.

“Não temos informação se estava a sofrer algumas ameaças. Estamos a trabalhar com vista a encontrar os bandidos que neste momento se encontram fugitivos para responsabilizá-los pelo crime que cometeram. A informação que temos é que eles efectuaram dois disparos”, referiu Leonel Muchina.

Até ao fecho desta edição, Vuma encontrava-se a receber tratamentos no Instituto do Coração em Maputo e o seu diagnóstico era reservado.

Classifique este item
(0 votes)
Script: